fundo parallax

MORRO DE SÃO PAULO: passeio volta a ilha

4 de setembro de 2019
Morro de São Paulo: o paráiso na Bahia
28 de agosto de 2019
20 Passeios gratuitos em Buenos Aires
18 de setembro de 2019

 

Este passeio é um dos mais procurados em Morro de São Paulo, e não podíamos deixar de fazê-lo. O passeio tem a duração de quase o dia todo, o deslocamento ocorre com uma lancha onde são feitas várias paradas como: na Ilha de Boipeba, nas Piscinas Naturais de Guarapuá, nas Piscinas Naturais de Moreré e na Praia da Cueira. É uma ótima opção, para se ter uma visão geral da ilha de Tinharé.


Quem faz o passeio?

Em Morro de São Paulo é possível contratar este passeio, em qualquer agência de turismo. Nós contratamos o Passeio Volta a Ilha, através de uma agência que atende a Pousada onde ficamos hospedados. Optamos em fazer este passeio logo no dia seguinte da nossa chegada, deixando assim o segundo dia em Morro de São Paulo, para curtir as praias e as paisagens belíssimas.

Zulu Turismo
E-mail: reservas@zuluturismo.com.br
Contato: (75) 3652-1358 / 98846-3668
Rua Mangaba, 98


Valores

Os valores dos passeios em Morro de São Paulo, são definidos pela Associação de Moradores da vila, e desta forma todas a agências de turismo praticam os mesmos valores. 

Valor: R$200,00 por pessoa
Horário de saída: 10:00 h
Duração do passeio: 8 horas


O que levar

Quando o passeio tem uma duração maior que 3 horas, e principalmente se envolve água, é recomendado levar uma mochila com alguns itens indispensáveis. Abaixo descrevemos uma pequena lista de alguns itens que levamos:

  – Óculos escuro;

 – Chapéu ou boné;

 – Protetor solar;

 – Mochila;

 –  Câmera fotográfica;

 – Câmera subaquática (piscinas naturais);

 – Toalha ou canga;

 – Água;

 – Barrinhas de cereal ou lanche;

 – Dinheiro;

 – Snorkel (alugado);


Terceira Praia

Conforme o horário combinado, aguardamos na recepção do hotel até alguém da agência nos levar à Terceira Praia. Ali é realizado o cadastro junto a Associação de Moradores, e uma pulseira de identificação é entregue para cada turista. Somente a partir do cadastro realizado, seguimos para a lancha, para iniciar o passeio. As lanchas utilizadas variam muito de tamanho, a que utilizamos tinha capacidade para 12 pessoas e ficou bem apertado.

Ponto de encontro


O passeio de volta a ilha

As saídas acontecem na Terceira Praia, a partir das 10:00h da manhã. As lanchas partem quase que todas juntas, e geralmente lotadas. Aí vai uma dica importante: se você sente enjoos te aconselhamos a ficar na parte da frente da lancha ou nas laterais, pois a lancha balança bastante e chega a dar uns solavancos por causa da marola provocada pelos barcos.

Ao longo do passeio o “guia” ou “piloto” da embarcação vai contando um pouco da história das ilhas de Boipeba e Tinharé. São realizadas várias paradas, que descrevemos brevemente o que você vai encontrar neste passeio:

# Piscinas Naturais de Guarapuá e de Moreré

As piscinas naturais são os pontos altos deste passeio, mas as paradas nestas piscinas só ocorrem se a maré do dia estiver boa (baixa). Cada parada dura em média 50 minutos, onde é possível mergulhar nas águas transparentes, quentes e cheias de peixes coloridos.

A primeira parada acontece nas piscinas naturais de Guarapuá, os barcos ancoram e os turistas desembarcam para mergulhar em meio à bancos de corais.

Piscinas Naturais de Garapuá

A segunda parada, acontece nas piscinas naturais de Moreré. Neste local, tem alguns barcos que vendem bebidas, batidas e até comidas. Os vendedores pedem para não alimentar os peixes, já que isso interfere no meio biótico onde vivem. Agora o que realmente vale a pena, é mergulhar nas águas cristalinas em meio a cardumes de peixinhos coloridos. É incrível!

Piscinas Naturais de Moreré

Piscinas Naturais de Moreré

Dica: neste passeio não está incluso o fornecimento de snorkel, para realizar os mergulhos nas piscinas naturais. Recomendamos alugar junto ao hotel ou agência de turismo! 

# Ilha de Boipeba

Está localizada no município de Cairu, e é vizinha da Ilha de Tinharé, onde está situado Morro de São Paulo. A ilha possui várias praias e apresenta uma vegetação típica da mata atlântica, com muitas árvores nativas e espécies de palmeiras, restingas e manguezais. As paisagens são lindas e rendem belas fotos.  Nesta ilha é realizada a parada para o almoço.

# Praia da Cueira

Nesta praia, acontece uma parada mais longa em torno de 2 horas para o almoço. Ali estão localizados vários restaurantes, à beira da praia. Depois do almoço, é possível fazer uma caminhada de cerca de 30 minutos até o vilarejo de Boipeba, acompanhado de um guia. O valor cobrado pelo guia é de R$10,00, onde ele faz uma breve explanação sobre a história da ilha e da região.

# Povoado de Canavieira

Neste povoado que fica às margens do Rio do Inferno, vivem cerca de 150 pessoas.  Que sobrevivem do cultivo e turismo das ostras. As ostras são cultivadas a partir de pedaços de conchas de ostras, fixadas em um anzol.  A partir daí estes anzóis são colocados em cestos submersos no rio, onde as sementes de ostras se fixam nos pedaços de concha, crescem, e depois de um ano e meio elas estão prontas para o consumo.

A parada acontece em um barco bar flutuante, onde são servidas as ostras naturais ou gratinadas, além de vários tipos de frutos do mar e bebidas típicas da região.

# Cidadela de Cairu

A última parada acontece na cidade histórica de Cairu, que é a segunda cidade mais antiga do Brasil. Fica a critério de cada um, descer ou não, e o barco fica aguardando o retorno de quem decidiu conhecer. Para entrar na cidade pelo píer é cobrado um valor de R$2,00 por pessoa, e para entrar no Complexo do Convento e Igreja é cobrado o valor de R$5,00 por pessoa.

Já que estávamos ali, aproveitamos para conhecer brevemente a pequena cidade, o Convento e Igreja de Santo Antônio Casamenteiro. As edificações foram tombadas pelo IPHAN em 1941 pela sua importância histórica e artística, sendo um Patrimônio histórico do século XVII.

Fachada da Igreja de Santo Antônio Casamenteiro

O complexo foi construído em 1654 e levou quase um século para ser concluído. A fachada da Igreja de Santo Antônio é considerada a primeira manifestação do Barroco arquitetônico no Brasil. No século XIX, ocorreu uma reforma interna, onde se perdeu muitos dos detalhes da decoração original. Mas, foi mantida grande parte de elementos arquitetônicos autênticos, que dão uma ideia da suntuosidade do conjunto. 

No convento a decoração é mais discreta, mas também possui vários espaços bem ornamentados onde são preservadas as características arquitetônicas e com decoração original, além de diversas esculturas em madeira. Atualmente vivem duas freiras e um padre no convento.

Retornamos para Morro de São Paulo, ao entardecer.

Este passeio vale muito a pena ser feito. Nós recomendamos, pois é possível conhecer alguns dos principais atrativos turísticos da região, entender um pouco da história e cultura, e apreciar uma paisagem única de um ângulo diferente. Nosso passeio transcorreu tudo dentro do programado, sem nenhum imprevisto, com muitas fotos e lembranças maravilhosas deste lugar. Não deixe de fazer este passeio!!!



IMPORTANTE: 

Nós nos esforçamos para manter o blog atualizado, mas alguns detalhes podem sofrer alterações a qualquer momento.  Sempre confirme datas, preços e informações.



 Salve este post no seu Pinterest, para lembrar do nosso blog sempre que for planejar sua viagem.


Gostou do nosso conteúdo? Deixe um comentário aqui no site!

Michelle Damo
Michelle Damo
Arquiteta, apaixonada por paisagens e novos desafios. Garupa profissional, sempre pronta para pegar a estrada em busca de novas experiências, culturas, sabores e aventuras. Viajar de moto é fazer parte da paisagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *