parallax background

Roteiro Completo Viagem de Moto para Ushuaia

13 de julho de 2020
estreito magalhães
Cruzando o Estreito de Magalhães – Chile
30 de junho de 2020
canion de uchco
O incrível Cânion de Uchco
12 de agosto de 2020

 

Ushuaia: um grande sonho!

Ushuaia. Esta palavra quando dita para um motociclista certamente vai gerar algum tipo de emoção. É, sem sombra de dúvidas,  o destino mais cobiçado pelos amantes das viagens de moto na América do Sul. Quem nunca foi, certamente tem este objetivo. Quem já foi tem memórias e histórias pra contar, e provavelmente já planeja um retorno. Conosco não podia e não era diferente, tínhamos o sonho de chegar de moto até o Fim do Mundo. Abaixo vamos compartilhar nosso Roteiro completo da Viagem de Moto para Ushuaia, e esperamos ajudar no seu planejamento de viagem.

viagem de moto ushuaia

Rumo à Ushuaia

Já havíamos viajado para alguns destinos, como San Pedro de Atacama, Mendoza, Bariloche entre outros.  E a cada viagem que fazíamos sabíamos que estávamos mais preparados para encarar uma expedição para Ushuaia.

viagem de moto

Na estrada

Um dos motivos que fazem de Ushuaia um destino mítico para os motociclistas de aventura não é a distância apenas. Mas também as dificuldades enfrentadas no caminho, como o vento, o frio, os trechos de rípio. Isso sem falar que são necessários ao menos 3 semanas para fazer a viagem desfrutando verdadeiramente o caminho e os destinos. Cabe lembrar que Ushuaia é o destino final, mas lá perto se encontram belezas naturais ainda mais exuberantes, como o Parque Torres Del Paine, o Glaciar Perito Moreno, a cidade de El Chalten, entre outros tantos.

viagem de moto

Puerto Madryn

Estávamos em 2017, e tínhamos trocado de moto, já pensando nesta viagem. Nossa Kawasaki Versys 1000 deu lugar à uma BMW R1200 Gs Adventure. Outro sonho nosso. Não que a Versys não desse conta, pelo contrário. Já lemos relatos de viagens por todo o mundo com todo tipo de moto, inclusive motos de pequenas cilindradas.

 


Planejamento 

Além de todos os desafios já inerentes a uma viagem para os extremos do continente, nós tínhamos um desafio a mais: viajar sozinho. Todas nossas viagens grandes até então tinham sido em companhia de um casal de amigos, que desta vez não poderiam nos acompanhar, já que estavam planejando o primeiro filho.

viagem de moto

Na estrada

Viajar sozinho, em casal, mas em apenas uma moto eleva o grau de planejamento necessário em uma viagem. Afinal, não podíamos nos dar ao direito de ficar sem gasolina, por exemplo. E ter um pneu furado ou qualquer problema mecânico poderia significar uma dor de cabeça enorme.

viagem de moto

Ruta 03 – Argentina

Tendo isso em mente iniciamos o planejamento com muita pesquisa. Lendo blogs e relatos de viagens, comprando livros sobre este roteiro de quem fez a viagem de moto para Ushuaia, pesquisando sobre a parte burocrática, buscando equipamentos que nos auxiliem na estrada, etc.

 


Premissas da viagem

Após todo o planejamento definimos algumas premissas para minimizar os riscos durante a Viagem de Moto para Ushuaia:

Viajar no verão, pois o risco de pegar neve na estrada é menor.

– Definir e planejar muito bem a rota a seguir no GPS  para minimizar o risco de se perder.

– Nos trechos mais isolados, abastecer a cada posto que aparecer. Isso que nossa moto tem capacidade para 30 litros. Acho importante para as motos com tanque menor, levar bidão extra;

– Pegar a estrada logo ao amanhecer para poder chegar mais cedo no destino. Os ventos da patagônia costumam ser mais fortes na parte da tarde e ao final do dia. Além disso, caso fure um pneu ou aconteça algum problema mecânico, nós teríamos mais horas do dia para tentar ajuda;

– Não programar trechos muito grandes em um único dia, pelo mesmo motivo citado acima: os ventos da tarde são mais fortes;

– Priorizar andar por rodovias principais, evitando trechos onde não passa ninguém. Existem trechos inóspitos em toda Argentina, em especial na patagônia. Então é muito melhor para quem viaja sozinho, estar em uma rodovia onde passam outros carros com certa frequência, pois caso aconteça alguma coisa com a moto ou até um acidente, você poderá pedir ajuda mais facilmente;

– Jamais viajar à noite;

– Levar ferramentas e acessórios para consertar o pneu, caso ele fure. Nós levamos o kit de reparos tipo “macarrão”, a espuma expansiva da Motul, e um compressor de ar portátil. Em caso de furo por objeto perfurante, como pregos, é bem provável que você consiga seguir viagem com estes itens. Caso haja um rasgo no pneu, ou a roda entortar em um buraco, a coisa complica;

– Levar equipamento de localização e resgate via GPS. Como a região da patagônia é inóspita em sua maior parte, o sinal de celular é remoto. Em caso de acidentes ou problemas mecânicos sérios, você não consegue contato com ninguém para pedir ajuda. Então nós decidimos levar conosco o rastreador pessoal Spot Gen 3.  Com ele e comprando um plano anual,  você pode enviar mensagens pré-configuradas para os contatos que você escolher, mas o principal é que existe um botão de SOS que alerta as autoridades mais próximas sobre um risco de vida. E a central deles vai providenciar o resgate mais rápido possível, talvez de helicóptero.

spot

Spot – localizador com GPS

Estes são procedimentos que eu sugiro para toda viagem para locais mais remotos, seja na patagônia, no Peru, Bolívia, ou mesmo em certas regiões do Brasil. Com estes cuidados certamente é possível minimizar os riscos e as preocupações, para poder desfrutar a viagem com mais confiança e tranquilidade.

 


Definições do Roteiro 

Paralelamente aos estudos e premissas de segurança, estávamos estudando o roteiro na nossa viagem.

 

Qual a melhor época para Viajar de Moto para Ushuaia

A primeira coisa que definimos foi a época do ano para viajar: O verão. Isso por dois motivos: o primeiro e mais importante é que no verão há menor risco de nevar na estrada, o que pode ser lindo de ver, mas é perigoso de andar; e o segundo é que para nós o melhor período para nos ausentarmos dos nossos trabalhos é no final do ano, juntando feriados de natal e ano novo.

clima em ushuaia

Tabela do clima e temperatura em Ushuaia Fonte: https://weather.com/weather/monthly/l/ARTF0105:1:AR

 


Definições do trajeto

Definido a época do ano vamos ao roteiro em si. Nós, como sempre digo, priorizamos o caminho mais longo e sem graça para o trecho de ida. Assim enquanto estamos mais descansados e empolgados, superamos o maiores e mais entediantes trechos com um sorriso no rosto. Já na volta vamos parando ao longo das atrações turísticas.

roteiro viagem de moto ushuaia

Mapa trajeto viagem de moto Ushuaia

 


O Trajeto

Sendo assim decidimos que iríamos quase em linha reta até Ushuaia, pela Ruta 3, que se inicia em Buenos Aires e acaba no Parque Tierra del Fuego, em Ushuaia. No caminho a única parada turística seria a Península Valdez, em Puerto Madryn. Lá teríamos um dia livre para fazer o passeio pela península, avistar os pinguins e tentar ver as baleias.

viagem de moto

Mapa Turístico Península Valdez Fonte: https://www.puertomadrynturismo.com.ar

Até Puerto Madryn seriam 4 dias de estrada, e depois mais 3 até Ushuaia. Neste último trecho teríamos que cruzar a fronteira com o Chile, cruzar o Estreito de Magalhães de balsa, e algumas centenas de quilômetros depois voltar novamente para a Argentina, já na província de Tierra Del Fuego.

Para saber mais informações sobre a travessia do Estreito de Magalhães, clique aqui.

 

estreito magalhães

Atravessando o Estreito de Magalhães

Decidimos ficar 3 noites em Ushuaia. Neste período iríamos até a Bahia Lapataia de moto, faríamos passeios de barco até o Farol do Fim do Mundo e as pinguineiras, e passearemos pela cidade.

 

 

Seriam 8 dias para chegar em Ushuaia, sendo 7 de estrada. 

Após um merecido descanso iniciamos o trecho que volta, repleto de atrações. A cerca de 770 km de Ushuaia se encontra a cidade de Puerto Natales, no Chile. Lá próximo está o Parque Torres del Paine, um lugar belíssimo onde é possível fazer diversos passeios e trekkings. Decidimos ficar 2 dias por lá.

viagem de moto

Chegando em Puerto Natales

Para chegar em Puerto Natales é preciso voltar pelo mesmo caminho, cruzar a fronteira com o Chile, cruzar novamente o Estreito de Magalhães, mas diferente da ida, seguir pelo Chile até Puerto Natales.

 

 

O próximo destino obrigatório é a cidade de El Calafate, de volta à Argentina, a apenas 270 km de distância. Lá, além da cidade que é linda, a principal atração é o Glaciar Perito Moreno. Mas também ficaríamos um dia a mais para conhecer a Estância Cristina, em um passeio de barco entre montanhas e geleiras.

 

Seguindo viagem teríamos outro trajeto moleza de apenas 213 km e iríamos conhecer a cidade de El Chalten, um paraíso para os praticantes de trekking. A cidade fica aos pés de um conjunto de imponentes montanhas rochosas, sendo o Fitz Roy a montanha mais alta e famosa. Apesar de não estar exatamente da Ruta 40, é um cartão postal que mais aparece que digitamos Ruta 40 no Google.

 

 Após El Chalten acabaria a moleza e teríamos um trecho maior, pela Ruta 40, inclusive “los malditos 73”. Um trecho de rípio da ruta 40, cerca de 73 km, que insistem em deixar sem asfalto. Neste dia iríamos até Perito Moreno, a cidade, e não o glaciar. Lá nada para fazer a não ser descansar depois de cerca de 630 km percorridos.

viagem de moto

“Los malditos 73 km”

De Perito Moreno iríamos até região da Ruta de los 7 lagos, ficando um dia em Bariloche e dois dias em San Martin de los Andes. Região lindíssimas que havíamos feito em outra viagem mas que vale muito a pena revisitar sempre.

 

Após San Martin de los Andes se iniciaria de fato o caminho de retorno, sem maiores atrações. Teríamos cerca de 3 mil quilômetros até nossa casa, e seria necessário fazer a revisão na moto. Então decidimos ir até Buenos Aires, pernoitando do dia anterior em Bahia Blanca. De Buenos Aires até Chapecó são cerca de 1400 km, que faríamos em dois dias, pelas rutas 12 e 14.

viagem de moto

Na estrada rumo a Buenos Aires

Enfim estava montado o roteiro da nossa viagem, que teria ao total cerca de 11500 km percorridos e 26 dias ao total. Foram literalmente meses de pesquisa para chegar nesta programação e estávamos muito felizes com ela.

Agora bastava deixar toda a documentação em dia e esperar chegar o dia tão esperado, onde realizaram um sonho: IR DE MOTO ATÉ USHUAIA.

 


Roteiro Completo Viagem de Moto Ushuaia

Segue abaixo nosso itinerário de 26 dias, da Viagem de Moto pela Patagônia Argentina e Chilena:

1º Dia: Chapecó x Chajari – 900 km

2º Dia: Chajari x Rosario – 425 km

3º Dia: Rosário x Rio Colorado – 898 km

4º Dia: Rio Colorado x Puerto Madryn -497 km

5° Dia: Puerto Madryn (passeio península Valdés)

6º Dia: Puerto Madryn x Puerto San Julian – 866 km

7º Dia: Puerto San Julian x Rio Grande (tierra del fuego) – 727 km

8º Dia: Rio Grande x Ushuaia – 212 km

9º Dia: Ushuaia (passeio pelo canal de beagle, pinguineira e etc)

10º Dia: Ushuaia

11º Dia: Ushuaia x Puerto Natales – 769 km

12º Dia: Puerto Natales (treeking base das torres)

13º Dia: Puerto Natales (passeio pelos mirantes do parque Torres del paine, lago e glaciar grey)

14º Dia: Puerto Natales x El Calafate – 272 km (glaciar perito moreno e passeio de barco)

15° Dia: El Calafate (passeio estância Cristina)

16° Dia: El Calafate x El Chalten – 213 km

17° Dia: El Chalten (treeking)

18° Dia: El Chalten x Perito Moreno – 626 km (los 73 malditos ripio pesado e muito vento)

19° Dia: Perito Moreno x Bariloche – 769 km

20º Dia: Bariloche x San Martin de Los Andes – 161 km

21º Dia: San Martin de Los Andes

22º Dia: San Martin de Los Andes x Baía Blanca – 968 km

23º Dia: Baía Blanca x Buenos Aires – 636 km

24º Dia: Buenos Aires

25º Dia: Buenos Aires x Santo Tomé – 854 km

26º Dia: Santo Tomé x Chapecó – 550 km

 

Abaixo disponibilizamos em pdf o nosso Roteiro Completo da Viagem de Moto Ushuaia. Nele, estão detalhados os 26 dias da viagem, onde nos hospedamos, os passeios que fizemos e sugestões de restaurantes. Foi este roteiro que levamos em nossa viagem!

Cadastre seu e-mail e em breve receberá no seu e-mail o link para download.

Roteiro Viagem de Moto Ushuaia

Baixar arquivo

Preencha o seu e-mail para ser enviado o download:

 

 


MAPA DA VIAGEM

Abaixo disponibilizamos todo o trajeto, para que você possa visualizar o nosso roteiro através do GoogleMaps.

 

 

Abaixo vídeo do trecho chegando em Ushuaia.

 

 


Esperamos que esta postagem possa lhe ajudar, a montar o seu roteiro de viagem pela patagônia Argentina e Chilena. Se tiver alguma dúvida, não deixe de perguntar será uma prazer ajuda-lo!

 



IMPORTANTE:

Nós nos esforçamos para manter o blog atualizado, mas alguns detalhes podem sofrer alterações a qualquer momento. Sempre confirme datas, preços e informações.



 

Salve este post no seu Pinterest para lembrar do nosso blog sempre que for planejar sua viagem.

viagem de moto

 


 

Gostou do nosso conteúdo? Deixe um comentário aqui no site!

 

Thiago Damo
Thiago Damo
Arquiteto por profissão, viajeiro por paixão, motociclista por essência. A possibilidade de compartilhar momentos e caminhos me motivam a seguir na estrada.

8 Comments

  1. Avatar Igor disse:

    Excelente relato!
    Estou fazendo a minha programação para Jan/21 e me ajudou bastante.

    Muito obrigado!

  2. Michelle e Thiago,

    Parabéns pela aventura!
    Trip super inspiradora para incentivarnos a ir no começo de 2021!
    Grande abraço!
    Teodoro e Maura.

  3. Avatar Estevam disse:

    ótimo relato, objetivo e prático, devo ir em ,março/21, só devo mudar a ordem de ida/volta e passar pela Carreteira Austral, após Esquel, voltando para a Rota 40 em Perito Moreno (“cidade”).

  4. Avatar Emerson disse:

    Olá,
    Pode fazer alguns comentários sobre as dificuldades que vocês passaram com a moto? Algum pneu furado, buracos ou problemas com combustível?

    • Thiago Damo Thiago Damo disse:

      Oi Emerson. Nos consideramos muito sortudos em nossas viagens, pois já fizemos caminhos inóspitos, longínquos, literalmente no meio do nada, e nossa moto nunca nos deixou na mão. Seja por pneu furado, como por problemas mecânicos e etc. A questão do combustível também nunca tivemos problemas. Chegamos a levar um aditivo de combustível para a Bolívia, mas não precisamos usar.
      O único susto que levamos numa viagem foi uma aquaplanagem que tivemos saindo de Buenos Aires num dia de muita chuva. A moto simplesmente saiu de baixo de nós e fomos escorregando no asfalto. Por sorte nada de mais grave aconteceu. Levantamos a moto e seguimos a viagem.
      Mas pra não parecer que tudo é sorte, eu acredito que muito deste fato de não termos tido problemas nas viagens se deve ao planejamento e programação de viagem. Sempre rodamos com pneus em bom estado. Sempre mantemos a moto revisada. Programamos os postos para abastecer nos locais mais remotos. E andamos com prudência.
      Enfim. espero ter ajudado.
      Grande abraço

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Inscreva-se

Fique por dentro de todas as novidades do Viajeiros! Digite seu e-mail e receba nossos posts em primeira mão.

Name
Email *